Reeducação Mental...Capítulo I




Um dia, por acaso, li esse texto em uma rede social e isso tocou tão profundamente a minha alma que me fez refletir sobre a minha vida e o que estava fazendo com ela.


Lá no início da vida...

Sempre fui um "espírito livre" e feliz, muito feliz...

Quando  criança, e na a juventude um pouco menos, sempre fiz tudo o que o meu "Espírito" queria, não tinha medo de nada, mirava o horizonte e seguia enfrente com a confiança de quem estava fazendo o que era certo. Não ligava para críticas, aliás, nem sabia o que era isso! Fazia o que queria e falava o que dava vontade...Diziam lá em casa: "Essa guria abre a boca e deixa o espírito falar!" rsrsrs...era bem isso! Se não gostava de alguém, não tinha dúvidas, dizia na cara da pessoa, era perigosamente sincera.


Recebia todo o tipo de  críticas pelo meu jeito de ser, diziam que era irresponsável, arrogante, doida, "xucra"...mas, eu nem ligava! Fazia só o que me dava na "telha"!

Caramba! Um dia, eu já fui uma "PESSOA INTERESSANTE"!

O tempo passou...

E me disseram que a felicidade tem um preço...Acreditei!

Então o jeito era "me enquadrar" e para isso tive que aprender a me moldar aos "padrões sociais"...que bobagem! 
Quando eu não ligava pra nada do que os outros pensavam a meu respeito, as críticas não me magoavam, mas agora era diferente, eu tinha que ser "normal", certinha, comportada, atender as expectativas sociais.
Então tá, quis ser a "bunita", a certinha, blábláblá...aí casa caiu, ne?!


Paguei o preço de não ficar do meu lado!

Pois é, não agradei ninguém, nem a mim mesma e, pra piorar a minha vida ficou uma merda!
A vida virou uma luta! Uma batalha, antes tudo era tão fácil, tão alegre e, agora, tudo ficou difícil, nada flui com facilidade...credo!


F
Essa foto foi em Dezembro de 2012, no Cabo Espichel, em Portugal
Foi nisso que deu: Mudei para (tentar) agradar os outros e esqueci quem eu era de verdade. O resultado: Estava infeliz, gorda, mau humorada...e pra piorar, nem consegui agradar ninguém!
Essa pessoa, definitivamente, não sou "EU"... Na foto dá bem pra ver do que estou falando, estava num lugar lindo e parecia que nem estava lá...

Gente, teoricamente não tinha nada errado com a minha vida material, estava tudo "indo"...lógico que tenho problemas como todos os mortais mas nada que justificasse tamanha tristeza.
Meu marido é um cara maravilhoso, minha filha é um amor, meus pais estavam bem e seguindo a vida deles, estávamos todos saudáveis...enfim, não tinha nada de tão errado, assim! 
Mas, por que diabos eu não estava feliz? Digo, feliz de verdade...não feliz pra fotos no "face"...rsrsrs 
Comia sem controle, chorava por besteira, brigava por bobagem...O que era isso?
Tanta coisa legal e não conseguia me sentir feliz? Por que tanta angústia, medo e ansiedade?


Chegou a hora de "dar um tempo"...

Como mudar isso? 
Estudei diariamente e meditei muito até compreender o que estava acontecendo.

Foi um período de descobrimento, de grandes revelações e de muito aprendizado.
Antes que alguém pense, não me converti a nenhuma religião, se fosse isso não teria problema nenhum em dizer, também não fiz terapia, nem cirurgia plástica, nem nada, apenas li muito, ouvi muito e refleti muito!
Parei de pensar sem controle, comecei a SENTIR! 
Passei a viver o momento presente...nada de passado, nada de futuro...somente o AGORA.

Sei que a maioria das pessoas gosta de "receitas prontas" mas, vou tentar passar um pouco da minha humilde experiência e, espero, que possa ser útil a vocês assim como foi para mim. 


Reeducação Mental...

Não vou passar receita de dieta milagrosa, nem exercícios físicos ou coisas do gênero, quero mostrar como equilibrei a minha energia e recuperei a minha autoestima, a minha confiança, serenidade e, porque não dizer, a minha felicidade através da Reeducação Mental! A sigla RM é só uma brincadeira, porque nem sei se dá pra chamar assim...
Agora, vou falar de  RM, RA e AF! rsrsrs

Hoje, afirmo que sou uma pessoa feliz e equilibrada, pronta para a vida! 

Obs.: Pra não perder a graça, vou preparar umas fotinhos de antes e depois para os próximos post, ok?

Beijos e até mais!





"Quanto mais você se fortalece interiormente, se dá força, está do seu lado, menos você se deixar seduzir pela vaidade, pelo que os outros vão pensar. O apego é uma ilusão" Luiz Gasparetto


Um comentário :

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Adsense

Translate