(#355) Desculpa, não fiz por gosto. Fiz POR QUERER!

Normalmente, esses post começaria com um solene pedido de desculpas.
Hoje, não.
Fico um tempo ser dar as caras por aqui e aí fico "na desculpa".
Como mais do que deveria comer no final de semana e aí "fico na desculpa".
Não faço exercícios porque tava com preguiça, aí "fico na desculpa".
Me comprometo com as pessoas além do que poderia e aí vem a (des) culpa...culpa...culpa...

A propósito, sabe o que significa a palavra desculpa?
Se você não sabe, não precisa de desculpar, pesquisei pra gente, no dicionário online..


s.f. Ação de desculpar ou de se desculpar.
Razão ou motivo para atenuar ou eximir da culpa; justificativa.
Escusa; pretexto.
Indulgência, perdão.
Coisa chata isso, gente! Tenho preguiça de gente que fica se desculpando por tudo...
Fala sério:Você acha que alguém, além de você, está preocupado com as suas desculpas? A maioria das vezes, as pessoas nem estão te ouvindo, não estão dando a mínima pra você ou para o que você sente, elas estão só preocupadas com elas mesmas e com os seus orgulhos feridos. E você fica aí, sofrendo...se culpando! Que bobinha...

Sabe do que as pessoas gostam, de verdade? De te torturar: "A fulana me magoou me deve desculpas!"
Quando não ficam te julgando: "Que desculpa mais esfarrapada que a "fulana" deu!"
Bem feito! Quem mandou se colocar inferior, hein? Quer ser boazinha de qualquer jeito, né?

O pensamento correto deveria ser:
Quem criou expectativa a meu respeito foi você. Não te disse que ia fazer isso ou aquilo, portanto, a expectativa foi sua, não minha, logo, não posso me sentir culpado por isso.

Desde criancinha já nos ensinam que devemos sempre pedir "desculpa": "Peça desculpa para o fulano!"
Quando era criança, devia ter uns 4 ou 5 anos, lembro que tinha horror a pedir desculpas, mas a minha mãe, que pede desculpas pra tudo, me ensinou que era feio não "se desculpar" com as pessoas. Pra não ficar ouvindo sermão eu dizia: "Desculpa, não fiz por gosto, FIZ POR QUERER!"
Não adiantava a minha mãe me ensinar como deveria ser o "pedido de desculpas"  (Não foi por gosto, foi sem querer) na hora "H", saia sempre assim..."Fiz por querer". No fundo fazia por querer mesmo!
Hoje, entendo que estava correta, fazia porque queria (e ainda faço). Não tinha a intenção de magoar, ou machucar, apenas queria fazer, inocentemente, para ver o que acontecia.


Gente, escutem o que a tia fala: a culpa nunca vem sozinha, ela vem com a sensação de inadequação, de erro, ela vem com uma carga negativa que contamina tudo a sua volta. A culpa paralisa, engorda, te deixa feia. A depressão, na maioria das vezes, é resultado de culpa acumulada, culpa é sempre no passado - a menos que você já sinta culpa por algo que não vai fazer, aí já muita loucura para a minha cabeça, gente! Depressão é excesso de PASSADO, lembrem disso! Se você entrar nessa onda, quando perceber, está pedindo desculpas por existir. 
Você pode se arrepender de algo que fez ou falou, mas não precisa se sentir culpado por isso. Vai lá, corrige mas não fique se desculpando. Aceite as situações, avalie as condições e, com base nisso, assuma o que será feito (ou também o que não será feito) assim, não dará margem para desculpas.

"Desculpas são maneiras que temos para não nos responsabilizarmos pelos nossos comportamentos. Somos muito bons em dar desculpas diante das situações nas quais não nos saímos bem ou temos dificuldades" - Via Estelar

NÃO. NÃO. NÃO! Não me culpo por nada. Me perdoo e me responsabilizo por tudo.
Estou completamente do meu lado! Estou na vida para aprender. Posso não fazer as coisas certas o tempo todo, mas estou me esforçando para isso e isso não é "ero", é APRENDIZADO!

Sabe o motivo de não ter escrito nada esses dias?
Não tive vontade.

Em breve o #PROJETOQUERCAUSARCOMIGO?

5 comentários :

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Adsense

Translate